NA FRENTE DO ESPELHO

eu ficava me olhando, minutos a fio. Devia ter uns sete anos. Eu já ia à escola, isso lembro bem. Pensando hoje, era como se eu me auto-hipnotizasse. Digo isso porque me vinham algumas perguntas à mente. A principal delas era: Quem é essa menina que eu vejo aqui na minha frente? É a Ana … Continue lendo NA FRENTE DO ESPELHO

EU ANDAVA DE BICICLETA

aos domingos no Minhocão, quando eu tinha uns 8 anos. Durante o mandato da Erundina, em 1989, o viaduto começou a ser interditado aos carros uma vez por semana. Assim, tornou-se uma opção de lazer dominical. De manhã, depois da missa, eu passava no ônibus-biblioteca que estacionava no largo Santa Cecília, acompanhava meu pai à feira. … Continue lendo EU ANDAVA DE BICICLETA

QUE DIFÍCIL SAIR DE CASA!

-- esse é um comentário que faço a mim mesma com frequência. Mais de um ano atrás, quando o Francisco ainda era um bebê dentro do sling, eu já comentava sobre isso. A dificuldade é menor hoje, mas ainda permanece. A ilustração é de Lucy Scott, que retratou com bom humor as dificuldades de seu … Continue lendo QUE DIFÍCIL SAIR DE CASA!

A LUA

é nosso satélite natural -- isso a gente aprende na escola. No dia a dia, a gente vai acompanhando pelo céu suas mudanças de fase: cheia, minguante, nova, crescente. As marés, todo mundo sabe, sofrem influência do magnetismo lunar. Não sei bem quando ou como ouvi falar que havia fases da lua mais propícias para … Continue lendo A LUA