QUAL A MÚSICA DA SUA VIDA?

essa foi a pergunta que o Marcello me fez, não sei bem como. Deve ter sido por email. A gente se conheceu rapidamente em Curitiba, num festival de música, em 2002. Não mantivemos tanto contato, a não ser por blog, ainda assim por pouco tempo. Ele era mais próximo a outros amigos. Penso que ele … Continue lendo QUAL A MÚSICA DA SUA VIDA?

15 DE OUTUBRO, DIA DOS PROFESSORES

e, principalmente, das professoras (visto que, via de regra, essa atividade é associada ao mundo feminino) -- por conta disso, veio a ideia de escrever algo, mesmo que simples, sobre escolas, aulas, lousas, aprender... No começo, não gostava nada de ir ao prezinho. Essa é a memória que tenho. Chorava, reclamava, não comia na hora … Continue lendo 15 DE OUTUBRO, DIA DOS PROFESSORES

ALGUMAS RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ MELHORAR SEU APRENDIZADO EM FRANCÊS (E EM OUTRAS LÍNGUAS ESTRANGEIRAS)

é o título de um texto que traduzi para meus alunos de francês. Era o apêndice de um livro sobre estratégias de aprendizado, uma lista de dicas muito simples e ao mesmo tempo importantes. Normalmente, no primeiro dia de aula eu apresentava e lia com as novas turmas. A primeira aula era o momento de me … Continue lendo ALGUMAS RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ MELHORAR SEU APRENDIZADO EM FRANCÊS (E EM OUTRAS LÍNGUAS ESTRANGEIRAS)

DIA OITO DE JULHO

de 1981 eu nasci. Mas fui saber disso muitos anos depois. Minha mãe me mostrou o documento da maternidade com a data. Até então, meu aniversário era 9 de julho. Como assim? Eu nasci no dia 8. Mas fui registrada com outra data de nascimento. Em todos os meus documentos consta o dia 9. Durante … Continue lendo DIA OITO DE JULHO

NA FRENTE DO ESPELHO

eu ficava me olhando, minutos a fio. Devia ter uns sete anos. Eu já ia à escola, isso lembro bem. Pensando hoje, era como se eu me auto-hipnotizasse. Digo isso porque me vinham algumas perguntas à mente. A principal delas era: Quem é essa menina que eu vejo aqui na minha frente? É a Ana … Continue lendo NA FRENTE DO ESPELHO

EU ANDAVA DE BICICLETA

aos domingos no Minhocão, quando eu tinha uns 8 anos. Durante o mandato da Erundina, em 1989, o viaduto começou a ser interditado aos carros uma vez por semana. Assim, tornou-se uma opção de lazer dominical. De manhã, depois da missa, eu passava no ônibus-biblioteca que estacionava no largo Santa Cecília, acompanhava meu pai à feira. … Continue lendo EU ANDAVA DE BICICLETA

LIMPAR O PRÓPRIO BUMBUM

foi a experiência que me marcou a entrada na pré-escola. Antes, em casa, sempre que eu precisava fazer cocô, chamava mamãe ou vovó. Elas me ajudavam a me limpar, eu tentando mas sem confiança de executar a tarefa. Lembro que nas primeiras vezes em que aconteceu de fazer cocô no prezinho, eu me dirigia ao … Continue lendo LIMPAR O PRÓPRIO BUMBUM

DEZ ANOS ATRÁS, A FRANÇA

era o destino da minha primeira viagem para fora do Brasil. Uma colega do trabalho e eu fomos fazer um curso para aprimorar conhecimentos em biblioteconomia. Assim, não se tratava de uma viagem de férias, mas a trabalho. A maior parte dos dias, passávamos em sala de aula ou visitando bibliotecas. O grupo era formado … Continue lendo DEZ ANOS ATRÁS, A FRANÇA

ERA UMA FESTA DE HALLOWEEN

numa república. Conhecia pouca gente por lá. Logo me enturmei e estava papeando numa rodinha. O tempo passa e quando me dei conta estava sozinha conversando com um cara que fazia geografia. Bonitinho, simpático, falador. Ele pesquisava sobre pedestres. Achei demais o tema -- era algo que eu mesma gostaria de estudar! À conversa se … Continue lendo ERA UMA FESTA DE HALLOWEEN