FOMOS VISITAR

um casal que acabou de conseguir sua casinha; era um apartamento simples. Não somos muito próximos deles - quem são na verdade? - são da sua família? - amigos nossos? - que língua falamos com eles? Sei lá. Ficamos pouco tempo - conversamos, comemos bolo, demos risadas. Antes de irmos embora, notei que o moço … Continue lendo FOMOS VISITAR

ALGUNS CHEIROS

da pele da minha mãe, de creme talvez, mas que ficava bem só nela, eu procurava o braço dela quando menos esperava; do corredor do apartamento na Barão de Tatuí, que eu acreditava vir do lustre, de vidro fosco e contorno verde-água; dos biscoitos dentro da lata marrom, com flores amarelas; dos ares dos lugares: … Continue lendo ALGUNS CHEIROS

A MULHER DOS CINCO ELEFANTES

de novo um título que me chama; os elefantes são obras de Dostoievski traduzidas do russo para o alemão por uma ucraniana, Swetlana Geir, hoje já velhinha, passando de um cômodo a outro da sua casa, nas tarefas de todo dia: cortar cebolas, alinhar as fibras da roupa com o ferro de passar, juntar a … Continue lendo A MULHER DOS CINCO ELEFANTES