COMO UM HÁBITO

como se fosse corriqueiro, ou como se o sonho já tivesse acontecido. Tinha ido num bar; no sonho encarava que, por mais que aquele lugar fosse novo, ele era muito familiar. Meio difícil explicar.

Publicado por

anameliacoelho

Conto estórias, crocheto, tricoto, junto fios e tramas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s